Projeto do executivo aprovado em duas votações na Câmara alterou lei de Taubaté que historiador também poderia preencher cargo.

Foi aprovado ontem, 26, em duas votações na Câmara, o projeto de lei complementar nº24/2014, de autoria do prefeito, que determina que o cargo de museólogo seja preenchido apenas por profissional de museologia e não mais de história como prévia anteriormente.

A adequação, segundo explicação do prefeito no projeto, seria de que há uma lei federal de 1984 que institui que o cargo de museólogo seja ocupado somente por profissional em museologia.

O projeto segue para sanção do prefeito.

O cargo do museólogo foi criado em 2014 (veja aqui) , mas concurso para preenchimento do cargo ainda não foi realizado.

 

Curta o Almanaque Urupês no FacebookYoutubeInstagram Twitter para acompanhar o nosso trabalho.