Mostra fica em cartaz até o dia 30 de outubro e conta história de Carolina de Jesus, Maria Firmina, Cruz e Sousa, Solange Trindade e Lima Barreto

A trajetória dos escritores Carolina de Jesus, Maria Firmina, Cruz e Sousa, Solano Trindade e Lima Barreto é tema da exposição “Homenagem à literatura negra brasileira”, em cartaz até o dia 30 de outubro no Solar da Viscondessa.

Dividida em cinco ambientes  a mostra conta “um pouco da história de cada autor tanto a bibliografica quanto a de vida”, por meio de obras criadas por artistas da região.

“Cada (artista trouxe) uma arte diferente para contar essa história. Então tem arte urbana, grafite, stencil, arte contemporânea, caricaturas, obras plásticas e livros objetos”, explica Mariane Helena uma das organizadoras do projeto.

Junto à exposição, serão realizadas, às sexta-feiras, começando dia 20 de outubro, atividades complementares como sarau e oficinas.

“No próximo dia 20 a gente vai ter, das 14h até às 18h, no espaço lá fora, roda de jongo, logo depois uma oficina de criação literária e sarau. (Todas as atividades são) para gente contar essas histórias (dos escritores) que acabaram sendo apagadas”, acrescenta Mariane Helena.

Mariane Helena, uma das organizadoras da exposição.

A exposição“Homenagem à literatura negra brasileira” pode ser visitada até o dia 30 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 18h, na Rua XV de Novembro, 996, Centro.

Curta o Almanaque Urupês no FacebookYoutubeInstagram Twitter para acompanhar o nosso trabalho.